Alimentação e saúde: Aproveitamento integral dos alimentos

Alimentação e saúde: Aproveitamento integral dos alimentos

Alimentar-se de uma forma saudável não implica somente nas escolhas que efetuamos sobre os melhores alimentos para ingerirmos, como também se refere ao aproveitamento integral que é possível fazer com eles.

O “aproveitamento integral” é a capacidade de utilizar um determinado alimento em sua totalidade, o que inclui o consumo de partes usualmente consideradas como “não convencionais”. Esse consumo, além de melhorar a qualidade nutricional – especialmente em vitaminas e minerais – contribui para a redução do lixo, uma vez que os materiais orgânicos representam 60% do que é depositado nos lixões. O chorume, líquido produzido com a decomposição dos orgânicos, é um elemento contamina o solo e a água, de forma que aproveitando o alimento de forma total, contribuímos com a limpeza de nossos recursos naturais, além obtermos uma redução nos gastos com alimentação, já que usualmente consumimos apenas 1/5 do alimento em comparação ao dinheiro investido nele.

Assim sendo, o aproveitamento integral dos alimentos acaba por cumprir um papel social na busca de um consumo mais consciente.

Alguns exemplos de partes não convencionais dos alimentos são:

  • Folhas de: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couve-flor, abóbora, mostarda, hortelã e rabanete;
  • Cascas de: batata inglesa, banana, tangerina, laranja, mamão, pepino, maçã, abacaxi, berinjela, beterraba, melão, maracujá, goiaba, manga, abóbora;
  • Talos de: couve-flor, brócolis e beterraba;
  • Entrecascas de: melancia e maracujá;
  • Sementes de: abóbora, melão e jaca.

 

Dicas para combater o desperdício

  1. Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis, salsa, entre outros, contêm fibras e podem ser aproveitados como recheios de tortas, patês ou em escondidinhos;
  2. Os talos do agrião contêm muita vitamina C, sendo importante para aumentar a imunidade do organismo e prevenir infecções. Portanto, refogue-os com tempero e ovos batidos. Caso prefira, faça sucos ou adicione aos molhos;
  3. As ramas de cenoura são ricas em vitamina A, sendo de suma importância para a saúde dos olhos, da pele, dos cabelos e para o crescimento das crianças. Podemos aproveitá-las para fazer bolinhos ou para substituir o uso da salsinha. Elas são extremamente parecidas em aspecto e sabor;
  4. A água do cozimento das batatas concentra todas as vitaminas hidrossolúveis presentes no alimento. Aproveite-a então para agregar valor nutricional ao arroz, macarrão, etc;
  5. A água do cozimento da beterraba pode ser utilizada para o preparo de gelatinas vermelhas. Assim você as torna mais nutritivas;
  6. As cascas de batata, mandioquinha, nabo, cenoura ou beterraba,  podem ser assadas e posteriormente servidas com azeite e sal em forma de aperitivo;
  7. As cascas de laranja podem ser caramelizadas e ser servidas com café, utilizadas em compotas ou em biscoitos;

Além dessas opções, existe uma gama de receitas disponíveis com os seus alimentos prediletos: basta usar e abusar de sua criatividade para dispor de pratos inovadores com muito mais saúde e sabor em seu dia-a-dia!

0 Comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Academia de Filosofia | Edição nº 01 - [...] Alimentação e saúde: aproveitamento integral dos alimentos [...]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *