Voltaire

“As paixões são como ventanias que enchem as velas dos navios; às vezes elas oprimem, mas sem elas não poderia navegar”

– “Zadig – Histoire Orientale” in: “Oeuvres complètes de Voltaire”, Volume 18‎ – Página 164, Voltaire – Pourrat Frères, 1831

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *