Rousseau

“Há no fundo das almas um princípio inato de justiça e de virtude, com o qual nós julgávamos as nossas ações e as dos outros como boas ou más; e é a este princípio que dou o nome de consciência.”

Émile: ou de l’education – Volume 2, Página 350, Jean-Jacques Rousseau – Bélin, 1792

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *