Marco Aurélio

Tudo o que acontece é tão normal e já esperado como a rosa na primavera ou o fruto no verão; isto é verdade para a doença, para a morte, para a calúnia, para a intriga e para todas as outras coisas que deliciam ou incomodam os tolos.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *